Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Eventos > Rede de Direitos Humanos e Justiça Social do Arquipélogo do Marajó - REMA
Início do conteúdo da página

Rede de Direitos Humanos e Justiça Social do Arquipélogo do Marajó - REMA

Publicado: Terça, 11 Outubro 2022 09:00 | Última Atualização: Terça, 11 Outubro 2022 14:04 | Acessos: 743

 

Rede de Direitos Humanos e Justiça Social do Arquipélogo do Marajó - REMA

Criada em 24 de março de 2022, em reunião no salão da Prelazia do Marajó, município de Soure/PA, tendo como Coordenação Executiva os seguintes membros: Dom José Luís Azcona - Coordenador Geral; Durbens Martins Nascimento, Coodenador Adjunto; Anderson Francisco Guimarães de Oliveira Maia - Secretário Acadêmico; Ronaldo Rodrigues - Secretário Administrativo; Flávia Cristina Silveira Lemos - Secretária de Comunicação; três Suplentes a serem definidos posteriormente; que cumprirão o mandato de 02 (dois) anos.

 

Dom José Luís Azcona - Coordenador Geral;

Durbens Martins Nascimento - Coordenador Adjunto;

Anderson Francisco Guimarães de Oliveira Maia - Secretário Acadêmico;

Ronaldo Rodrigues - Secretário Administrativo;

Flávia Cristina Silveira Lemos -  Secretária de Comunicação;

 

Rede de Direitos Humanos e Justiça Social do Arquipélogo do Marajó -  REMA é um fórum permanente, vinculado à Universidade Federal do Pará – UFPA, tem como finalidade o acompanhamento e o monitoramento das situações de violação dos direitos humanos no Marajó, com vistas ao aprimoramento do planejamento e da efetividade das políticas públicas desenvolvidas por organizações governamentais – OG’s e não governamentais

– ONG’s que atuam na Região, para promover a justiça social e operar os direitos de cidadania em favor de seus habitantes.

 

São objetivos da Rede de Direitos humanos e Justiça Social do Arquipélogo do Marajó – REMA:

a) Estimular e fomentar a realização de atividades que promovam o encontro e o diálogo entre os poderes constituídos e a sociedade civil organizada nos Municípios do Marajó para o debate sobre as violações dos direitos humanos e as formas de seu enfrentamento nesta Região.

b) Organizar, sistematizar, armazenar e registrar informações em bancos de dados sobre os serviços públicos e privados para a operação de promoção, garantia e defesa dos direitos de cidadania desenvolvidos no Marajó.

c) Organizar e sistematizar formas de acesso aos registros de violação aos direitos humanos nos Municípios do Marajó para a publicização destas ocorrências, considerando os aspectos éticos na divulgação de informações e o estímulo e incentivo à promoção de políticas públicas destinadas ao seu enfrentamento.

d) Propor, acompanhar, monitorar e avaliar ações que visem combater e enfrentar violações de direitos e violências bem como as políticas públicas em vigor nos Municípios do Marajó.

 

 

A REMA se baseia nos  seguintes princípios:

A promoção, garantia e defesa da dignidade humana;

A promoção, garantia e defesa da justiça social;

A promoção, garantia e defesa da cidadania;

A promoção, garantia e defesa do pluralismo cultural e político;

A promoção, garantia e defesa da democracia;

A promoção, garantia e defesa da participação social;

A promoção, garantia e defesa da diversidade étnico-racial;

A promoção, garantia e defesa do meio ambiente com inclusão social;

Promoção, garantia e defesa dos princípios presentes no Artigo 13º. da Constituição do Estado do Pará no que tange ao Arquipélago do Marajó;

Promoção, garantia e defesa da cidadania ampla e irrestrita a ser consolidada por meio de práticas concretas no Arquipélago do Marajó.

 

 

A Rede de Direitos humanos e Justiça Social do Arquipélogo do Marajó – REMA é constituída por duas instâncias: uma Coordenação Executiva e um Conselho Consultivo.

 

EIXO

01

Enfrentamento à violência contra as crianças e adolescentes

02

Água potável, tratamento e captação: impactos na saúde

03

Políticas de educação no enfrentamento ao analfabetismo

04

Tecnologias sociais, economia criativa e geração de renda e emprego

05

Meio ambiente e combate ao desmatamento e uso de agrotóxicos

06

Combate à pesca predatória

07

Políticas de enfrentamento ao câncer

registrado em:
Fim do conteúdo da página